Guns n´Roses vs. Dream Theater

No dia 16 de março, próximo, Porto Alegre vai receber dois dos mais esperados shows de rock do ano, no mesmo dia. Enquanto o ginásio Gigantinho estavá vibrando com o Guns n´Roses – ou Axl Rose e um bando de gente que não se sabe de onde veio, o pavilhão do Pepsi On Stage estará abarrotado de metaleiros melódicos curtindo o Dream Theater.

É um tanto curioso que numa capital fora do eixo Rio-Sampa, que não recebe espetáculos dessa magnitude toda hora, tenha marcado dois show, que querendo ou não vão dividir um mesmo tipo de público, no mesmo dia.

Será um dia histórico, como o dia da batalha entre o Mal e o Mal. Imagino um ponto de ônibus onde dois cabeludos discutem sobre John Petrucci e Slash ou Mike Portnoy e Steven Adler. Seria hilário. Adolescentes metidos a rebeldes com bandanas na cabeça indo em direção ao sul da cidade, enquanto que adolescentes metidos a rebeldes com coturnos marcham para o norte.

E se essa overdose de overdrive no dia 16 já não fosse o bastante. É importante lembrarmos aqui, que ainda na ressaca de qualquer que for o show, se tem os escoseses do Franz Ferdinandm, que se apresentam também no Pepsi, no dia 18, exatamente 48 horas após o dia da batalha. Ritalina, pra que te quero!

Guns n´Roses – Chinese Democracy South America Tour

O Guns N’ Roses chega ao Brasil para apresentar seu novo trabalho, o disco “Chinese Democracy”. Liderada por Axl Rose, a banda é um ícone do hard-rock norte-americano e já vendeu cerca de 100 milhões de discos em todo o mundo, sendo 43 milhões só nos EUA. Lançado em novembro de 2008, “Chinese Democracy” demorou 13 anos para ficar pronto e chegou ao topo das paradas rock e ao 3º lugar do Top 200 da Billboard. Além das composições inéditas, o show promete trazer grandes clássicos da Guns N’ Roses como “Sweet Child o’ Mine”, “November Rain”, “Welcome to the Jungle”, “Don’t Cry” e a regravação de “Live and Let Die”, entre outros sucessos.

In the left corner: Guns n´Roses – Get in the Ring

Dream Theater – Black Clouds & Silver Linings World Tour

A banda norte-americana Dream Theater, conhecida por fazer um heavy metal virtuoso, vai trazer a turnê Black Clouds & Silver Linings World Tour em março para Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Por aqui, o show rola no dia 16 de março, no Pepsi On Stage. Formada na década de 80, o Dream Theater chega ao Brasil para divulgar seu último trabalho de estúdio, Black Clouds & Silver Linings, de 2009. Lançado pela Roadrunner Records (no Brasil o álbum é distribuído pela Warner), o 10º disco da carreira do Dream Theater chegou ao mercado ocupando o Top 10 do ranking da Billboard e venceu o prêmio Spirit of Rock 2009, concedido pela revista inglesa Classic Rock.

A Change of Seasons – Dream Theater

Ainda em tempo, para os interessados em assistir o show do Guns, e rememorar os tempos em que a banda contava com um dos guitarristas mais carismáticos da história do rock, Slash. Segundo o site Whiplash em uma apresentação recente da banda, no Canadá, fãs que vestiam camisetas com a estampa do guitarrista tiveram que usar a roupa do lado avesso. Outros casos relatados, contam que muitos fãs foram obrigados a abandonarem suas cartolas do lado de fora da apresentação. Se algumas mágoas demoram pra passar, essa que o nosso querido Axl rastafari tem por seu ex-colega de banda já esgotou o prazo de validade.

No Slash´s fans on this area

Fonte dos textos sobre as bandas: Bloger Lerina

Fábio Prina_28/01/2010

Anúncios

5 poster falsos feitos por fãs

Segue abaixo 5 posters muito bacanas de filmes sobre super herois feitos por fãs. O legal desses porters fake é que os caras se puxaram pra criar uma arte muito convincente, mesmo que alguns desses projetos nem estejam em andamento ainda.

Os trabalhos passam tranquilamente pelo material de divulgação dos estúdios multimilionários. Mas diferente do material de divulgação falso, acredito que filmes como Batman 3 e Mulher Maravilha não verão a luz do dia tão cedo!

The Dark Night Returns – previsão de lançamento para 2012 – (pena que repete a arte dos posters do seu precurssor)

Thor – 6 de maio de 2001 – (achei o mais tosco)

The First Avenger: Captain America – 22 de julho de 2011 (cast to be confirmed é ótimo)

Wonder Woman – Sem previsão – (ah… Megan Fox)

Green Lantern –17 de julho de 2011 (esse não tem muita cara de falso)

Fonte: Getro

Fábio Prina_25/01/2010

Dia de Cinema – Amor sem Escalas

Sexta-feira, véspera de final de semana e novos filmes em cartaz no cinema. Nada melhor para espairar após uma semana de reconciliação com o mundo real.

De médico plantonista a diretor indicado ao Oscar

Hoje chega aos cinemas brasileiros o novo filme estrelado por George Clooney. Sabem aquele cara que era o médico fodão de Plantão Médico, depois se tornou galã de comédias românticas e ainda conseguiu se mostrar um exímio diretor de filmes alternativos. Pois é, ele ainda arruma tempo pra fazer bons papeis na telona.

Reza a lenda, que a atuação de Clooney é um dos pontos altos de Amor Sem Escalas, tradução de Up in the Air, drama do diretor Jason Reiman dos bons Obrigado por FumarJuno.

Basicamente a trama do filme é um olhar cínico sobre um executivo chamado Ryan Bingham, que trabalha demitindo pessoas de costa a costa nos Estados Unidos. Seu trabalho é desejado pela excelente reputação em conseguir apaziguar os lados entre as pessoas físicas e jurídicas. Esse emprego, custa a Ryan, sua vida social, ele preticamente vive em hoteis e aeroportos, criando uma certa excentricidade. Sua maior meta na vida é acumular 10 milhões de milhas aéreas.

Entre monólogos sobre como sobreviver a viagens de aviões, ou como mudar de vida após perder o emprego. Ryan se envolve com duas figuras femininas, que farão parte de uma transformação humana no personagem. Ou não.

Quando a produção estreou no final de 2009 nos EUA, foi apontado como um dos grandes favoritos ao Oscar neste ano. O filme foi o campeão de indicações para o Globo de Ouro, mas acabou vencendo apenas o prêmio de roteiro, e foi massacrado pelo novo fenômeno de James Cameron, Avatar.

Estética do pôster lembra muito a arte de Obrigado Por Fumar

Talvez, pela falta de sorte em compartilhar a temporada com um super blockbuster, o filme não ganhe a atenção devida. Mas vale a dica, para passar duas horas em uma sala de cinema, vendo um bom filme sobre seres humanos. Nem um pouco sensacional, nem um pouco fantástico. Simples como a vida.

Fábio Prina_22/01/2010

Lá e de volta outra vez II…

Depois de um período de 30 dias longe de tecnologias como computadores e celulares… volto ao meu lar e ao ambiente de trabalho para iniciar definitivamente 2010. Se bem que daqui a pouco tem carnaval, depois Copa do Mundo e assim por diante.

Marcando esse retorno, nada melhor que um post  para contar aos meus leitores… se é que alguém lê alguma coisa do que eu escrevo aqui… como foram minhas incríveis férias de verão.

Entre um dia e outro, entre os momentos em que acordava e antes de dormir de novo, e claro, entre uma cerveja e outra na costa catarinense. Até que eu fiz algumas coisas que se encaixam no espirito desse blog.

Primeiramente, terminei finalmente de assistir a 5ª temporada de Lost, que eu havia renagado ao limbo desde a metade do ano passado. Ainda continuo achando que os caras se perderam no meio da história. Não vejo mais nexo no que está acontecendo com aquele seriado, tanto que nem me preocupei em saber quando diabos estreia a “aguardada” última temporada.

Se todas as reviravoltas que vinham acontecendo com os caras já não era suficiente pra deixar todo mundo cheio perguntas que nunca são respondidas, agora com duas linhas de tempo, personagens morrendo e ressussitando a tordo e direita, bomba atômica, continum de tempo… sei lá… parece que boa coisa não vai sair de lá. Enfim… teremos mais 16 episódios para ver como encerra a jornada dos ‘perdidos’, que já foram achados, mas estão perdidos de novo.

Se você nunca assistiu Lost na vida, esse video conta tudo que você precisa saber para curtir a última temporada.

Também li o último livro do Dan Brown, o cara que escreveu O Código Da Vinci. Pois é, o mais do mesmo as vezes cansa. Não que o O Símbolo Perdido seja ruim. Mas que a piada não tem mais graça quando contam pela segunda ou terceira vez… não tem. Robert Langdon, o Tom Hanks no cinema, dessa vez se mete com um tatuado que quer saber um segredo da Maçonaria. Se o Silas (não o do Grêmio) e o outro bandidão do Anjos e Demônios, já não eram exímios vilões, esse Mak´al não tá com nada. O cara simplestemente não tem motivação nenhuma pra cometer os seus sacrilégios, estes, que por sua vez, podem mudar com tudo que conhecemos.

Enquando isso, o professor de simbologia de Harvard, devidamente acompanhado de uma gostosa, desvenda mistérias ocultos, escapa da morte, salva a gostosa várias vezes, foge da polícia e soluciona diversos enigmas recorrendo a simbolos e grandes mestres da ciência e das artes. Tipo como se Hercule Poirot e Sherlock Holmes tivessem o conhecimento matemático de John Nash e de artes plásticas de Jackson Pollock. Vamos esperar pelo filme que deve já estar em revisões finais do roteiro. Cabe aqui pedir para que Ron Howard e Akiva Goldsman não se envolvem no projeto. Seria muito mais interessante.

No cinema, tive tempo apenas para o Avatar, de James Cameron. Como um cara que vive no interior, tive que ver pela primeira vez a obra prima da técnoloria esterioscópica em duas dimensões. O filme é um Dança com Lobos que se passa num planeta com gente azul. É previsivel, didádito e até infantil. Mas não deixa de ser fantástico em nenhum fotograma, ou melhor… frame.

Ontem, na entrega do Globo de Ouro, Camerom e Avatar foram consagrados comos prêmios de Diretor e Filme Drama, respectivamente. Ao agradecer, o diretor lembrou de que Pandora representa que estamos conectados com com tudo que está a nossa volta. Uma coisa que achei bacana no filme, em meio ao montarel de mensagens ambientais pra tudo quanto é lado. A forma super singela de transmitir um pensamento sobre a natureza, como o filme mostra, é belíssima e delicada.

Falando ainda em Globo de Ouro, Nine foi ignorado. Martin Scorcese protagonizou um momento único na noite, ao receber o premio pela sua contribuição a 7ª Arte.Christopher Waltz confirmou ser o cara da vez ao vencer por ator coadjuvante por Bastárdos Inglórios. E outro filme legal venceu por melhor comédia-musical, Se Beber não Case, que é muito bom! Ainda não entendi como a galinha foi parar com o tigre no apartamento, mas isso é outra história.

Em um periodo longo de férias, esperava um pouco mais do que isso. Mas as refeições, os drinks gelados, o litoral quente e outros compromissos descompromissados, também tomaram o meu tempo.

Que comece 2010 pra valer.

Fábio Prina_18/01/2009