Fábio_Prina_blog _cinema_cultura_música_livros_fotografia_ e_outras_besteiras_desinteressantes.

19 de fevereiro de 2013

E o Oscar 2013?

Oscar-2013

Como todo ano eu tento fazer, vou deixar aqui as minhas rápidas impressões sobre o Oscar, a maior (pelo menos a mais badalada) festa do cinema.

Nos últimos anos eu não ando conseguindo assistir a todos os filmes indicados, pelo menos não antes da premiação. Sabe como são as coisas, como escreveu L.F. Verissimo em O cinema e eu, do livro Banquete com os Deuses: “Teve sábado em sua vida em que você foi à sessão das oito, das dez e da meia-noite, depois pegou o último bonde no abrigo, lamentando que só vira três filmes. Hoje é difícil estacionar o carro, os cinemas não têm conforto, tem sempre o mesmo casal na fila de trás que não para de falar, e ainda por cima vão passar um antigo com o Humphrey Bogart na TV…”, mais ou menos assim.

Confesso que ainda não tenho vontade de baixar filmes pela internet, para saciar a vontade de vê-los antes de que cheguem nas videolocadoras ou na TV paga. Ao mesmo tempo, estou perdendo o interesse de ir até a sala grande, entrar na fila do bilhete, da pipoca, sentar e aguentar a menina que precisa ver os recados no feicebuque, o menino que insiste em explicar para namorada o que ele mesmo não sabe, a senhora que se assusta demais, o pedante que quer aplaudir o filme em pé durante os créditos, o rapaz que não sabe comer em silêncio e de quebra não sabe chupar o canudinho. Enfim, tudo desmotiva.

Então, não vi todos os filmes do Oscar 2013, tentei fazer o meu melhor com as últimas estreias, mas não foi o suficiente. Tanto que o favoritíssimo para levar o careca de melhor filme, Argo, foi um filme em que cheguei até ir ao cinema, mas estava cansado das compras e estufado da janta, o melhor era voltar pra casa mesmo. Me arrependo, mas em março chega na locadora.

Outra coisa, com o aumento do número de indicados para melhor filme, ficou difícil ir nove ou dez vezes ao cinema para ver apenas os filmes do Oscar. Cinema é um hobby caro hoje em dia, mesmo com promoção ou com o desconto de fidelidade. São ingressos, janta, lanchinho, estacionamento, gasolina, pedágio, uma compra qualquer, lá se foi um belo bocado de grana, se fizer isso quatro vezes num mês (ou nove como é o caso dos indicamos a melhor filme nesse ano) se vai à falência. Assim vou um tanto desenformado para a frente da TV, como no ano passado.

Mais um ponto de inquietação é a minha decepção com os vencedores das últimas edições. O Oscar tem mostrado como é fácil dizer que um filme ruim é bom. Tento explicar…

No ano passado (2012) venceu O Artista, um filme que não é de todo ruim, se tivesse sido rodado em 1928, com Chaplin no papel principal… Venceu de outro que não é um clássico, A Invenção de Hugo Cabret, mas que de longe é muito melhor que o francês vencedor mudo. Ou sério, alguém realmente ainda acha (depois do fervor da crítica) genial fazer um filme mudo em preto-e-branco nos anos 2010? Alguém que foi assistir O Artista no cinema e ficou tão emocionado com a genialidade da obra que foi procurar os clássicos envelhecidos nas prateleiras das megastores e assistiu tudo e mais um pouco depois? Duvido!

Antes, em 2011, o que dizer d´O Discurso do Rei, que foi o melhor entre Toy Story 3 (sim, o desenho animado), Cisne Negro ou A Rede Social? E no ano anterior ainda (2010) um tal de Guerra ao Terror venceu do blockbuster Avatar! Essa foi piada mesmo. Esse tal Guerra ao Terror ninguém nem deve lembrar mais, ou melhor, ninguém deve ter assistido sem antes ter se iludido com as letras garrafais na caixinha do DVD: “Vencedor do Oscar”. É um filme pequeno, com uma história pra lá de duvidosa, com a atuação de um ‘astro’ chamado Jeremy Renner, ator de uma expressão só. Avatar também não é nenhuma obra prima, mas é o filme de maior bilheteria de todos os tempos, que deu um novo fôlego pra toda industria cinematográfica, tornando rentável o 3D, acima disso, é desse tipo de blockbuster que hollywood vive e não dos filmes de baixo orçamento que fazem seu custo na bilheteria. Mas deixa pra lá, sempre tenho fé de que as coisas irão melhorar!

Sobre esse ano, especificamente, me deixa feliz ver que Steven Spielberg está no páreo com um filme realmente digno de vencer, Lincoln. Espero que a academia premie ele, que já venceu como diretor duas vezes e como filme uma, e não deixe para premiá-lo de novo mais tarde com uma porcaria, como fizeram com o coitado do Scorcese, em Os Infiltrados. O favorito do momento é Argo, que tem o sangue novo de Ben Afleck, um diretor correto, oposto do ator canastrão. Correm por fora, As Aventura de Pi, A Hora mais Escura e o ótimo O Lado Bom da Vida. Ainda, pra completar os indicados, temos o vencedor da Palma de Ouro, Amor; o musical Os Miseráveis; o novo do Tarantino, Django Livre; e o mal traduzido The Beats of Southern Wild, ou como foi lançado no Brasil, Indomável Sonhadora, credo!

Para diretor o vencedor seria obviamente Ben Afleck, se tivesse indicado, mas não está (!?), assim o páreo fica duro: Spielberg ganhar pela terceira vez?; Ang Lee de novo? Um novato? Jogo as minhas fichas que a Academia vai querer uma novidade ali pra ter mais um cara que tenha força de cavocar mais uns ingressos com o rótulo “Do vencedor do Oscar”, então fico com o tal David O. Russel, de O Lado Bom da Vida, que bateu na trave em 2010 com o bom O Vencedor.

Para ator há uma unanimidade em dizer que Daniel Day-Lewis é o ganhador. Ele já arrematou o careca dourado duas vezes por Meu Pé Esquerdo e por Sangue Negro e concorre pela quinta. Para atriz, eu não sei, tem essa Jessica-não-sei-das-quantas-Chastain que tá em tudo que é filme hoje em dia, nem sabia que ela existia, e tem a bonitinha Jennifer Lawrence, que faz o Jogos Vorazes, que a gurizada gosta. As duas bateram na trave há dois anos, a primeira com o bom Histórias Cruzadas, e a segunda com uma atuação memorável em O Inverno da Alma. Por outro lado, dizem os especialistas, que a atriz que tem grandes chances é veterana francesa Emmanuellle Riva, do nostalgico Hiroshima mon amour, que neste ano concorre por Amor.

Por fim, pela primeira vez, desde que eu me conheço, espero que vença um filme de animação que não é da Pixar. Valente até que é bonzinho, mas acaba por aí. O filme que assisti e me surpreendeu mesmo foi o infantil Detona Ralph, da Disney, que explora o universo dos videogames com um roteiro incrível sobre nosso lugar no mundo. Vale a pena conferir. Nas cópias brasileiras (não sei se mundo afora também) a animação trouxe antes da sua exibição cópias do curta Paperman, que concorre a melhor curta-animado e desde já e o meu favorito!

Então, antes de me alongar aqui, eis meus palpites para o Oscar 2013. Pus um asterisco nos quais, eu acho, que serão os vencedores. Boa sote e depois voltamos com a raspa do tacho.

Melhor filmelincoln-poster_743x1100

  • Argo
  • Django Livre
  • As Aventuras de Pi
  • Lincoln *
  • A Hora Mais Escura
  • Os Miseráveis
  • O Lado Bom da Vida
  • Indomável Sonhadora
  • Amor

Melhor ator

  • Daniel Day-Lewis – Lincoln *
  • Joaquin Phoenix – O Mestre
  • Denzel Washington – O Voo
  • Bradley Cooper – O Lado Bom da Vida
  • Hugh Jackman – Os Miseráveisargo-poster1

Melhor atriz

  • Jessica Chastain –A Hora Mais Escura
  • Naomi Watts – O Impossível
  • Jennifer Lawrence – O Lado Bom da Vida *
  • Emmanuellle Riva –Amor
  • Quvenzhané Wallis – Indomável Sonhadora

Melhor ator coadjuvante

  • Alan Arkin – Argo *
  • Philip Seymour Hoffman – O Mestre
  • Tommy Lee Jones – Lincoln
  • Christoph Waltz – Django Livre
  • Robert De Niro – O Lado Bom da Vida

Melhor atriz coadjuvante

  • Amy Adams – O Mestrezero-dark-thirty-releases-a-uk-poster-121641-00-1000-100
  • Sally Field – Lincoln
  • Anne Hathaway – Os Miseráveis *
  • Helen Hunt – As Sessões
  • Jacki Weaver – O Lado Bom da Vida

Melhor diretor

  • Ang Lee – As Aventuras de Pi
  • Steven Spielberg – Lincoln
  • Michael Haneke – Amor
  • David O. Russell – O Lado Bom da Vida *
  • Benh Zeitlin – Indomável Sonhadora

Melhor roteiro original

  • Mark Boal – A Hora Mais Escura *
  • Quentin Tarantino – Django Livre 
  • Michael Haneke – Amor
  • Wes Anderson, Roman Coppola – Moonrise Kingdomsilver linings playbook
  • John Gatins – O Voo

Melhor roteiro adaptado

  • Chris Terrio – Argo
  • Lucy Alibar, Benh Zeitlin – Indomável Sonhadora
  • David Magee – As Aventuras de Pi
  • Tony Kushner –  Lincoln
  • David O. Russell – O Lado Bom da Vida *

Melhor filme em lingua estrangeira

  • Amor (Áustria) *
  • A Royal Affair (Dinamarca)
  • Kon-Tiki (Noruega)
  • No (Chile)
  • War Witch (Canadá)

Melhor longa animadoDjango-Unchained-Poster

  • Valente 
  • Frankenweenie
  • Detona Ralph *
  • ParaNorman
  • Piratas Pirados!

Melhor trilha sonora original

  • Dario Marianelli – Anna Karenina
  • Alexandre Desplat – Argo
  • Mychael Danna – As Aventuras de Pi
  • John Williams – Lincoln*
  • Thomas Newman – 007 – Operação Skyfall

Melhor canção original

  • “Before My Time” – Chasing Ice
  • “Everybody Needs A Best Friend” – Tedlife of pi
  • “Pi’s Lullaby” – As Aventuras de Pi
  • “Skyfall”- 007 – Operação Skyfall*
  • “Suddenly” – Os Miseráveis

Melhores efeitos visuais

  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
  • As Aventuras de Pi
  • Os Vingadores*
  • Prometheus
  • Branca de Neve e o Caçador

Melhor maquiagem

  • Hitchcock
  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada*
  • Os MiseráveisOPCC_01_AMOUR_8.14_Layout 1

Melhor fotografia

  • Anna Karenina
  • Django Livre
  • As Aventuras de Pi
  • Lincoln
  • 007 – Operação Skyfall*

Melhor figurino

  • Anna Karenina
  • Os Miseráveis
  • Lincoln*
  • Espelho, Espelho Meu
  • Branca de Neve e o Caçador

Melhor direção de arte

  • Anna Kareninabeats-of-the-southern-wild-movie-poster
  • O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
  • Os Miseráveis*
  • As Aventuras de Pi
  • Lincoln

Melhor documentário

  • 5 Broken Cameras
  • The Gatekeepers
  • How to Survive a Plague
  • The Invisible War
  • Searching for Sugar Man

Melhor documentário de curta-metragem

  • Inocente
  • Kings Point
  • Mondays at Racine
  • Open Heart
  • Redemption

Melhor montagem

  • Argo
  • As Aventuras de Pi
  • Lincoln
  • O Lado Bom da Vida
  • A Hora Mais Escura*

Melhor curta

  • Asad
  • Buzkashi Boys
  • Curfew
  • Death of a Shadow (Dood van een Schaduw)
  • Henry

Melhor curta animado

  • Adam and Dog
  • Fresh Guacamole
  • Head over Heels
  • Maggie Simpson in “The Longest Daycare”
  • Paperman*

Melhor edição de som

  • Argo
  • Django Livre
  • As Aventuras de Pi
  • 007 – Operação Skyfall*
  • A Hora Mais Escura

Melhor mixagem de som

  • Argo
  • Os Miseráveis
  • As Aventuras de Pi
  • Lincoln
  • 007 – Operação Skyfall*

Ainda sobre o Oscar, saiu para comemorar essa 85º edição um pôster conceitual onde as estatuetas ganharam, em ordem cronológica desde a primeira edição, um formado que representa o filme vencedor. É algo simples, mas muito bem executado que merece os melhores elogios aos publicitários autores da ideia, segue abaixo e é até bacana tentar relembrar e adivinhar o que cada um representa.

oscar_full

Se alguém aí quiser dar uma olhada nos posts das edições anteriores do Oscar escritas neste blog, seguem os links: 2012, 2011, 2010 e 2009.

Fábio Prina_19/02/2013

Anúncios

9 de fevereiro de 2012

The Oscars 2012 – Os indicados

Bem, como é de costume nesse espaço bizarro na web, vou postar alguma coisa sobre a 84ª Cerimônia de Premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, também conhecido como o Oscar. Desde muito piá que eu acompanho essa festa. Acho tri legal os figurões lá, fazendo piadinha, discursinho e até alguma que outra apresentação interessante.

Porém neste ano, de todos que eu venho acompanhando, digamos desde 1994 ou 95 (tá não sou o Rubens Ewald Filho), não tenho qualquer atração por assistir essa festa. Não sinto que tem aquele filme, que me faça torcer, ou aquele ator/diretor que fez um trabalho fenomenal e eu gostaria que ele saísse com o carequinha dourado debaixo do braço. Esse ano, de todos, me parece o mais sem graça no cinema.

Outro motivo, além desse que eu acho mais infantil e sincero, não ando indo muito ao cinema. Sempre tive a preocupação de não me tornar um desses reclamões xaropes, que ficam achando qualquer picuinha pra não se divertir. Mas no caso do cinema, eu me tornei um muito precoce. Não tenho mais saco pra ir ao cinema. O atendimento é péssimo, o público é mal educado, as salas estão cada vez piores (digo, pelo menos as de Caxias do Sul / Bento Gonçalves / São Leopoldo / Porto Alegre, onde costumo ir), os celulares acendem/tocam toda hora, a conversa paralela pega geral e a latinha de refrigerante TEM que ser aberta exatamente na hora uma cena sentimental ou silenciosa, sei lá… assim por diante!

Sem falar que, além de filmes bons já terem um histórico marginalizado nas modernas salas de cinema, com a disseminação do 3D, agora achar uma produção interessante o suficiente pra se tenha vontade de ver num multiplex de 10 salas é uma raridade. Então larguei a barca de mão.

Feito o desabafo, não vi nenhum filme do Oscar. Às exceções são o último do Woody Allen, Meia Noite em Paris, o qual fui literalmente arrastado para o cinema pela minha namorada, mas o filme é ótimo, e o hermético A Árvore da Vida, de Terrence Milick, que tive que admitir, é demais pra mim. Até quis gostar desse filme, mas na terceira tentativa de ver, na terceira cochilada… não deu certo.

Enfim, o festa do Oscar acontece no domingo, dia 26 de fevereiro, dois dias antes do meu aniversário, à partir das 22h, com transmissão ao vivo da TNT. A Globo também deve transmitir, mas apenas para aqueles que tiverem paciência de aguardar o término do Fantástico e a íntegra de mais um ótimo capítulo da novela Big Brother Brasil. O apresentador da cerimônia será o ator e comediante Billy Crystal, pela enésima vez, pô, nem nisso os caras quiseram inovar um pouco?

Os dois filmes recordistas em indicações são: A Invenção de Hugo Cabret, de Martin Scorsese, com 11, seguido pelo filme francês mudo e em preto e branco O Artista, grande favorido da festa. Segue abaixo todos os indicados à premiação. Coloquei um asterisco  nos meus prediletos. Se eles não ganharem também… ah que se dane!

  • Melhor filme

Os Descendentes
A Árvore da Vida
Histórias Cruzadas
A Invenção de Hugo Cabret
O Homem Que Mudou o Jogo
Cavalo de Guerra
O Artista
Meia-Noite em Paris *
Tão Perto e Tão Forte

  • Melhor ator

George Clooney – Os Descendentes * 
Brad Pitt – O Homem Que Mudou o Jogo
Jean Dujardin – O Artista
Demián Bichir – A Better Life
Gary Oldman – O Espião que Sabia Demais

  • Melhor atriz

Glenn Close – Albert Nobbs
Viola Davis – Histórias Cruzadas
Rooney Mara – Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres *
Meryl Streep – A Dama de Ferro
Michelle Williams – Sete Dias com Marilyn

  • Melhor ator coadjuvante

Kenneth Branagh -Sete Dias com Marilyn
Nick Nolte – Guerreiro
Max Von Sidow – Tão Perto e Tão Forte
Jonah Hill – O Homem Que Mudou o Jogo
Christopher Plummer – Toda Forma de Amor

  • Melhor atriz coadjuvante

Bérénice Bejo – O Artista
Jessica Chastain – Histórias Cruzadas
Janet McTeer – Albert Nobbs
Melissa McCarthy – Missão Madrinha de Casamento *
Octavia Spencer – Histórias Cruzadas

  • Melhor diretor

Woody Allen – Meia-Noite em Paris *
Terrence Malick – A Árvore da Vida
Alexander Payne – Os Descendentes
Michel Hazanivicous – O Artista
Martin Scorsese – A Invenção de Hugo Cabret

  • Melhor roteiro adaptado

A Invenção de Hugo Cabret
Tudo pelo Poder
Os Descendentes
O Espião que Sabia Demais
O Homem Que Mudou o Jogo

  • Melhor roteiro original

Meia-Noite em Paris *
O Artista
Margin Call – O Dia Antes do Fim
Missão Madrinha de Casamento
A Separação

  • Melhor filme em lingua estrangeira

A Separação (Irã)
Bullhead (Bélgica)
Monsieur Lazhar (Canadá)
Footnote (Israel)
In Darkness (Polônia)

  • Melhor longa animado

Gato de Botas
Kung Fu Panda 2
Rango *
Um Gato em Paris
Chico & Rita

  • Melhor trilha sonora original

As Aventuras de Tintim
O Artista
O Espião que Sabia Demais
A Invenção de Hugo Cabret
Cavalo de Guerra

  • Melhor canção original

“Man or Muppet” – Os Muppets
“Real in Rio” – Rio

  • Melhores efeitos visuais

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
Gigantes de Aço
Planeta dos Macacos – A Origem
Transformers: O Lado Oculto da Lua

  • Melhor maquiagem

Albert Nobbs
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2
A Dama de Ferro

  • Melhor fotografia

Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres *
O Artista
A Invenção de Hugo Cabret
A Árvore da Vida
Cavalo de Guerra

  • Melhor figurino

Anônimo
O Artista
A Invenção de Hugo Cabret
Jane Eyre
W.E. – O Romance do Século

  • Melhor direção de arte

O Artista
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
Cavalo de Guerra

  • Melhor documentário

Hell and Back Again
If a Tree Falls
Paradise Lost 3: Purgatory
Pina
Undefeated

  • Melhor documentário de curta-metragem

God is the Bigger Elvis
The Barber of Birmingham: Foot Soldier of the Civil Rights Movement
Incident in New Baghdad
Saving Face
The Tsunami and the Cherry
Blossom

  • Melhor montagem

Os Descendentes
O Artista
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres *
O Homem Que Mudou o Jogo
A Invenção de Hugo Cabret

  • Melhor curta

Pentecost
Raju
The Shore
Time Freak
Tuba Atlantic

  • Melhor curta animado

Dimanche
The Fantastic Flying Books of Mister Morris Lessmore
La Luna
A Morning Stroll
Wild Life

  • Melhor edição de som

Drive
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres *
Cavalo de Guerra
A Invenção de Hugo Cabret
Transformers: O Lado Oculto da Lua

  • Melhor mixagem de som

Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres *
Cavalo de Guerra
A Invenção de Hugo Cabret
Transformers: O Lado Oculto da Lua
O Homem Que Mudou o Jogo

Se quiserem dar uma checada nos posts das últimas edições do Oscar, deem uma clicada em 2011, 2010 e 2009.

Fábio Prina_09/02/2012

2 de fevereiro de 2010

And the Oscar goes to…

Na manhã desta terça-feira, 2 de fevereiro, foi dada a largada oficial para a festa mais glamurosa do cinema. Conheça os indicados aos Prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood – o famoso Oscar.

Neste ano, a principal novidade do prêmio é a indicação de 10 títulos para Melhor Filme, diferentemente do que acontecia nos últimos 60 anos, onde apenas 5 eram apontados. Os dois campeões de indicações foram Avatar Guerra ao Terror, com 9 nomeações casa, e que estão devidamente mencionados na categoria de Melhor Filme. Com o número maior de candidatos, alguns nomes aparecem como surpresa na lista, são os casos da ficção científica Destrito 9 e da animação Up – Altas Aventuras. Falando nisso, segue abaixo algumas pilulas de cultura inútil para se fazer passar por esperto no dia da entrega.

Tenente Frank Drebin – em uma cena incomum na festa do Oscar

Up se torna o primeiro filme da Pixar Animation Studios a receber uma indicação para o prêmio máximo da Academia, feito antes apenas conquistado pelo desenho A Bela e a Fera, em 1992. Além disso, este é o sexto trabalho do estúdio a receber indicação por roteiro. Os outros foram: Toy Story, Procurando Nemo, Os Incríveis, Rattatoille e Wall-e . Mostrando que as animações do estúdio não são boas apenas porque são bonitinhas.

Bastárdos Inglórios, de Quentin Tarantino, é o vicecampeão em nomeações, foram oito. Uma a mais que sua obra prima Pulp Fiction, que venceu Melhor Roteiro em 1995. Na época Pulp Fiction simplesmente desapareceu frente ao fenômeno de Forrest Gump que venceu 7 prêmios.

James Cameron (Avatar) vai disputar o prêmio de melhor diretor com sua ex-esposa Kethryn Bigleow (Guerra ao Terror), ela, por sua vez, é a quarta mulher a concorrer ao prêmio de direção no Oscar. A última menina a chegar foi Sofia Coppola, por  Encontros e Desencontros, em 2004.

Avatar quebrou recentemente o recorde de Titanic nas bilheterias mundiais, ao bater na marca de 2 bilhões arrecadados mundo afora. Os dois trabalhos dirigidos por James Cameron somam a marca astronômica de 3.8 bilhões de dolares!!! Mas terá um recorde que Avatar não conseguirá tirar de Titanic, o número de Oscars. A tragédia romântica sobre o transatrlântico venceu 11 prêmios em 1997, assim como Ben-Hur, de WilliemWyller, de 1959, e O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei, de Peter Jackson, em 2003. Avatar poderá vencer no máximo 9 prêmios.

A foto que ilustra esse post, é uma reprodução do filme Corra que a Polícia vem aí, com o ator Leslie Nielsen no papel principal, e não tem nada haver com o resto do texto.

Seguem abaixo todos os indicados para a 82ª Entrega do Oscar, que acontece no dia 7 de março, no Kodak Theater, em Los Angeles.


Melhor filme

“Avatar”, de James Cameron
“Um sonho possível”, de John Lee Hancock
“Distrito 9”, de Neill Blomkamp
“Educação”, de Lone Scherfig
“Guerra ao terror”, de Kathryn Bigleow
“Bastardos inglórios”, de Quentin Tarantino
“Preciosa”, de Lee Daniels
“Um homem sério”, de Ethan e Joel Coen
“Up – Altas aventuras”, de Pete Docter e Bob Peterson
“Amor sem escalas”, de Jason Reitman

Melhor direção
James Cameron, “Avatar”
Kathryn Bigelow, “Guerra ao terror”
Quentin Tarantino, “Bastardos inglórios”
Lee Daniels, “Preciosa”
Jason Reitman, “Amor sem escalas”

Melhor roteiro original
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“The messenger”
“Um homem sério”
“Up – Altas aventuras”

Melhor roteiro adaptado
“Distrito 9”
“Educação”
“In the loop”
“Preciosa”
“Amor sem escalas”

Melhor ator
Jeff Bridges, “Coração louco”
George Clooney, “Amor sem escalas”
Colin Firth, “A single man”
Morgan Freeman, “Invictus”
Jeremy Renner, “Guerra ao terror”

Melhor ator coadjuvante
Matt Damon, “Invictus”
Woody Harrelson, “The messenger”
Christopher Plummer, “The last station”
Stanley Tucci, “Um olhar do paraíso”
Christoph Waltz, “Bastardos inglórios”

Melhor atriz
Sandra Bullock, “Um sonho possível”
Helen Mirren, “The last station”
Carey Mulligan, “Educação”
Gabourey Sidibe, “Preciosa”
Meryl Streep, “Julie & Julia”

Melhor atriz coadjuvante
Penélope Cruz, “Nine”
Vera Farmiga, “Amor sem escalas”
Maggie Myllenhaal, “Coração louco”
Anna Kendrick, “Amor sem escalas”
Mo’Nique, “Preciosa”

Melhor animação
“Coraline”
“O fantástico Sr. Raposo”
“A princesa e o sapo”
“O segredo de Kells”
“Up – Altas aventuras”

Melhor filme estrangeiro
“Ajami”
“El secreto de sus ojos”
“The milk of sorrow”
“Un prophète”
“A fita branca”

Melhor direção de arte
“Avatar”
“O mundo imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“Sherlock Holmes”
“The young Victoria”

Melhor cinematografia
“Avatar”
“Harry Potter e o enigma do príncipe”
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“A fita branca”

Melhor figurino
“Bright star”
“Coco antes de Chanel”
“O mundo imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“The young Victoria”

Melhor edição
“Avatar”
“Distrito 9”
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“Preciosa”

Melhor maquiagem
“Il Divo”
“Star trek”
“The young Victoria”

Melhor trilha sonora
“Avatar”
“O fantástico Sr. Raposo”
“Guerra ao terror”
“Sherlock Holmes”
“Up – Altas aventuras”

Melhor canção
“Almost there”, “A princesa e o sapo”
“Down in New Orleans”, “A princesa e o sapo”
“Loin de Paname”, “Paris 36”
“Take it all”, “Nine”

“The weary kind”, “Crazy heart”

Melhores efeitos visuais
“Avatar”
“Distrito 9”
“Star trek”

Melhor som
“Avatar”
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“Star trek”
“Transformers: A vingança dos derrotados”

Melhor edição de som
“Avatar”
“Guerra ao terror”
“Bastardos inglórios”
“Star trek”
“Up – Altas aventuras”

Melhor documentário
“Burma VJ”
“The cove”
“Food, Inc.”
“The most dangerous man in America: Daniel Ellsberg and the Pentagon papers”
“Which way home”

Melhor documentário em curta-metragem
“China’s unnatural disaster: The tears of Sichuan province”
“The last campaign of governor Booth Gardner”
“The last truck: Closing of a GM Plant”
“Music by Prudence”
“Rabbit à la Berlin”

Melhor curta-metragem
“The door”
“Instead of Abracadabra”
“Kavi”
“Miracle fish”
“The new tenants”

Melhor curta-metragem de animação
“French roast”
“Granny O’Grimm’s Sleeping Beauty”
“The lady and reaper”
“Logorama”
“A matter of loaf and death”

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: